Sono e aprendizagem se aliam na volta às aulas

Entenda como relação entre sono e aprendizagem ajuda a fixar conteúdos e veja dicas para dormir bem e melhorar seu rendimento nos estudos

Com a volta das aulas presenciais, quem trabalha e estuda passa a enfrentar o velho desafio de conciliar ambas as atividades. E para encontrar disposição e encarar uma rotina cansativa de estudos, é essencial garantir um bom repouso. Afinal, sono e aprendizagem andam juntos, pois dormir bem é fundamental para quem busca melhorar seu processo de fixação de conteúdos.

Relação entre sono e aprendizagem

Primeiramente, é essencial entender como nosso corpo absorve e retém os conhecimentos. Quando recebemos uma informação, formamos uma memória. Porém, é na fase mais profunda do sono que ess conhecimento será fixado no córtex frontal. Portanto, um bom descanso prepara o cérebro para receber novos estímulos.

Por outro lado, quando dormimos mal demoramos a nos sentir despertos. Em consequência, toda a informação que a mente recebe se dissipa tanto pelo cansaço e falta de atenção, quanto pela nossa menor capacidade de formar lembranças. Ou seja, perde-se um dia no que diz respeito à troca de conhecimento.

A importância de um ciclo completo

Para ajudar a fixar as informações recebidas ao longo do dia, nossos neurônios trabalham mesmo durante o repouso. Por isso, é fundamental completar cada uma das quatro etapas do ciclo do sono. Além disso, devemos garantir que o descanso não tenha interrupções, o que pode anular toda a ação revitalizante que o organismo precisa.

Como fazer do sono um aliado nos estudos?

Antes de qualquer dica, quem tem trabalha e estuda precisa entender se é uma pessoa diurna ou noturna. No primeiro caso, aproveite a energia da manhã para acordar um pouco mais cedo todos os dias e realizar pequenas tarefas que costumam ficar para a noite. Em contrapartida, os de hábitos noturnos devem ter disciplina para não invadir as madrugadas. Dessa forma, criamos o hábito para deitar e levantar nos mesmos horários.

Por último, mas não menos importante, o estudante deve investir em um colchão e um travesseiro ajustados ao seu biotipo, além de zelar por um ambiente de dormir com iluminação adequada e livre de ruídos.

Escreva uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Artigos Relacionados